quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Sarau na Praça recebe espetáculos do Femute na Rua

Grupo Celeiro das Antas e Grupo Corpus e Alma se apresentam hoje no Sarau na Praça.



A programação de rua do Femute inicia hoje com a participação do Grupo Celeiro das Antas, de Brasília-DF, que apresenta o espetáculo de circo-teatro Carriola, às 19h, dentro da Mostra Oficial do Festival.

Outro grupo que se apresenta às 20h, no Sarau, é o Corpus e Alma, de Sapezal-MT, com o espetáculo de mímica e palhaço Muliquin Mimicando, dentro da Mostra Mato Grosso.

Ambos os espetáculos serão apresentados na Praça Odenir Ortolan, nas atividades do Sarau na Praça, que agrega a feira gastronômica, a feira de artesanato e apresentações culturais.

A programação infantil e juvenil do Festival Municipal de Teatro e o espetáculo Boé, da Cia de Teatro Faces de Primavera do Leste acontecem no Centro Cultural Paresí, com entrada gratuita.


O Femute faz parte do Circuito de Festivais de Teatro, uma realização do Governo de Mato Grosso através da Secretaria de Estado de Cultura em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Novo do Parecis e Teatro Ogan, que visam incentivar os tradicionais festivais de artes cênicas fomentando a descentralização da cultura em todas as regiões do Estado.

Acompanhe a Programação:

26 de novembro de 2015

Mani
Grupo Revelação Teen
Festival Municipal de Teatro
Horário: 9h
Local: Centro Cultural Paresí
Recomendação etária: Livre

Ficha Técnica:
Autoria: Wanderson Lana
Direção: Iza Viviurka
Diretores responsáveis: João Victor e Francislaine Almeida

Sinopse:
Mani, traz para o público a lenda da mandioca, de uma forma bonita e alegre... mas também triste.

Jardim Terrinha
Grupo Revelação Kids
Festival Municipal de Teatro
Horário: 14h
Local: Centro Cultural Paresí
Recomendação etária: Livre

Ficha Técnica:
Autoria: Marcos Alexandre Dornelles da Silva
Direção: Tamily Almeida e Kamilly Rigoli
Diretores responsáveis: Francislaine Almeida e Raissa Del Barco

Sinopse:
Uma linda lição de amor, amizade, respeito e companheirismo, numa divertida batalha entre dois grupos pra lá de divertido.


Carriola
Grupo de Teatro Celeiro das Antas (Brasília - Distrito Federal / BR)
Mostra Oficial
Horário: 19h
Local: Praça Odenir Ortolan
Recomendação etária: Livre

Ficha Técnica:
Roteiro: Micheli Santini, Hyandra Lo e José Regino
Assistência de Direção: Micheli Santini e Hyandra Lo
Direção e atuação: José Regino
Desenho de cena e elementos cenográficos: José Regino e Robson Oliveiro de Carvalho
Confecção da Carriola: Robson Oliveiro de Carvalho
Criação e pesquisa do sistema de som: André Lima
Produção: João veloso e Marcela Regina

Sinopse:
O jogo teatral começa com a chegada de Zambelê que vem de longe nunca anunciado de onde. Traz consigo sua Carriola. Carriola? Mas que pessoa diferente é essa que anda sempre em companhia de uma carriola. Um carrinho simpático como um brinquedo. Com este artefato tão engraçado nosso andarilho se relaciona com o mundo, com o riso do povo por onde passa. Ele aprende a cada jogo o prazer de ser juntos agora. Dentro da Carriola Zambelê traz instrumentos musicais, aparelho de som e as músicas mais diversas. Balões de gás, fantasias, fogos de artifícios. Muitos objetos para construir bonecos e coisas para criar algum jogo. São jogos da sua infância, da infância dos seus pais, avós, filhos, netos e os que ainda virão. Os jogos são para todos, sem distinção de idade, cor, sexo, raça ou planeta de origem.


Muliquin mimicando
Grupo Corpus e Alma (Sapezal – Mato Grosso / BR)
Mostra Mato Grosso
Horário: 20h
Local: Praça Odenir Ortolan
Recomendação etária: Livre

Ficha Técnica:
Criação e interpretação: Simião Correia
Operador de som: Elton Geiss
Técnico de iluminação: Diorgner Szepanhuk
Montagem: Arlan Silva

Sinopse:
Um palhaço não consegue mais fazer seu público rir.
De um saco, Muliquin sai para ajudar nesse espetáculo.


Boé
Companhia de Teatro Faces (Primavera do Leste – Mato Grosso / BR)
Mostra Mato Grosso
Horário: 21h30
Local: Centro Cultural Paresí
Recomendação etária: 18 anos

Ficha Técnica:
Dramaturgia Coletiva
Direção Coletiva
Elenco: Ana Paula Dorst, Edilene Rodrigues, Néia Lourenço, Kiko Sontak, Darci Souza Junior, Wanderson Lana e Yuri Lima Cabral
Técnica / Projeção: Jeissiele Sá
Iluminação: Hiago Gonçalves
Produção: Ana Paula Dorst

Sinopse:
Um índio morre, todo seu povo se reúne para o ritual de morte. O espetáculo Boé parte do estudo antropológico do ritual de morte dos Boé-Bororo, conhecido pela visceralidade e a sua relação com o além-vida.

Viva nossa diversidade criadora!

Um comentário:

Luiz Lima disse...

Quando cheguei nesse site e vi a referência á "Parecis", lembrei logo de Campo Novo dos Parecis, e me deu saudades, saudades da minha época de "Trecheiro". a Primeira vez que passei em Campo Novo, a cidade estava nascendo e se expandindo, alguns anos depois, passei novamente, e não reconheci, tive dificuldade em rencontrar o "Hotel do Gaúcho"onde antes, era o único hotel meia estrela que havia...